Mudanças – Psicologia da Saúde, 15 (1), Jan-Jun 2007, 23-31p

- Miriam Tachibana e Tânia Maria José Aiello Vaisberg

 

RESUMO

O presente trabalho tem como objetivo investigar o potencial terapêutico de um enquadre clínico diferenciado, para atendimento a gestantes adolescentes, inscrevendo-se num conjunto de esforços de desenvolvimento de práticas clínicas em instituição, a partir de pesquisas psicanalíticas fenomenologicamente configuradas. Foram realizados seis encontros terapêuticos com uma adolescente grávida, a “Rosinha”, nos quais fizemos um uso adaptado do Procedimento Desenhos-Estórias de Trinca, segundo o paradigma do Jogo do Rabisco de Winnicott. Após a realização de cada encontro, foram elaboradas narrativas psicanalíticas, apresentadas posteriormente ao grupo de pesquisa, no intuito de detectar a ocorrência de experiências mutativas, no contexto dos campos psicológico-vivenciais emergentes. Pudemos observar o desabrochar da paciente na medida em que pôde reconhecer o seu ódio em relação àquela gravidez, abandonando o estereótipo de mãe idealizada para tornar-se uma mãe devotada comum.

Texto completo:

ver em pdf