Como Citar – How to cite this paper  -

Oliveira, Debora Ortolan Fernandes de, Barcelos, Tomiris Forner,  Simões, Cristiane Helena Dias, & Aiello-Vaisberg, T. M. J. (2021). Dormindo com a inimiga: imaginário machista em tempos de COVI-19. Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais, 16, nº02.

Resumo

Fundamentando-se na Psicologia Psicanalítica Concreta, criada na América Latina a partir da articulação entre a Psicanálise e o pensamento dialético, este estudo objetiva investigar imaginários coletivos machistas sobre mulheres que estão em relacionamentos conjugais heterossexuais, no contexto do isolamento social decorrente da pandemia da covid-19, justificando-se pelo aumento expressivo de ocorrências de violência doméstica nesse período. Organizando-se ao redor da abordagem psicanalítica de memes sobre relações heterossexuais, a investigação permitiu a produção interpretativa de dois campos de sentido afetivo-emocional ou inconscientes intersubjetivos: “Game over” e “Dormindo com a inimiga”. Tais campos revelam crenças de que o casamento tira a liberdade do homem casado, privando-o dos prazeres sexuais que mulheres, concebidas como bonecas eróticas, proporcionam aos solteiros, para colocá-lo sob o autoritarismo da esposa, que, fantasiada como figura maléfica, torna-se alvo de uma violência que se apresenta, nesse imaginário, como justificada e legítima.

PDF Dormindo com a inimiga imaginário machista em tempos de Covid-19