Tese livre docência, Tânia Maria José Aiello Vaisberg, 1999

 

RESUMO

O ensino de psicopatologia é considerado como modalidade de trabalho psicodinâmico de transformação de representações sociais sobre o louco, bem como de mudança do vínculo que é estabelecido com a atividade representacional. Tendo em vista a realização de uma abordagem pedagógica transicional, o uso de procedimentos projetivos é fundamentado teórica e metodologicamente. Apresenta-se uma análise demonstrativa de vinte e um Desenhos-Estórias com Tema, centrada na apreensão do inconsciente relativo representacional.

Texto completo:

ver em pdf