Dissertação, Tania Mara Marques Granato, 2000

 

RESUMO

Considerando que a construção do conhecimento em Psicologia Clínica exige, desde o início, a integração de uma postura investigativa com a possibilidade de se fazer presente no encontro com o outro, fiz uso do conceito winnicottiano de Preocupação Materna Primária como farol que orienta o psicólogo em sua aproximação das vivências emocionais da mulher durante a gestação e o pós-parto. No fazer do pesquisador presentificou-se o fazer terapêutico, a partir dos dados surgiram as hipóteses e as diversas modalidades de trabalho: entrevistas, cartas, telefonemas e visitas. O campo da maternidade mostrou-se fertilíssimo exigindo, porém, algumas ferramentas básicas para que fosse fecundado, tais como: flexibilidade no atendimento às demandas, acolhimento de toda sorte de angústias, humildade diante da própria ignorância, preocupação autêntica pela paciente e respeito por sua forma de ser.

Texto completo:

ver em pdf