Caderno Verde

Texto de Lígia Masagão Vitali e Tânia Maria José Aiello-Vaisberg, extraído do Caderno Ser e Fazer  - Apresentação e Materialidade (Caderno Verde).

Este trabalho busca mostrar como o Jogo do Rabisco, proposta winnicottiana de comunicação com o paciente, pode ser entendido como paradigma inspirador da Oficina Psicoterapêutica de Arranjos Florais. O texto será desenvolvido num “jogo de figura-fundo”, onde ora a figura será o artigo “O Jogo do Rabisco” escrito em 1964 por D. W. Winnicott, ora será a apresentação de um acontecer clínico na oficina psicoterapêutica de arranjos florais. Cada um deles terá o outro como fundo, num interjogo que aproxima, superpõe, vela e desvela aspectos tanto teóricos, como clínicos, aqui entendidos como indissociáveis. (…)

Texto completo:

ver em pdf