Tese, Paulo César Ribeiro Martins, 2007

 

RESUMO

A presente pesquisa tem como objetivo investigar o imaginário coletivo de universitários sobre dificuldades sexuais masculinas, bem como elucidar os campos psicológicos não conscientes, ou seja, a lógica emocional de acordo com a qual se organizam. Para tanto, o método psicanalítico foi operado através da Teoria dos Campos, em próxima interlocução com a sistematização epistemológica proposta pelo psicanalista José Bleger. O Procedimento de Desenhos-Estórias com Tema foi utilizado na abordagem coletiva de uma classe de estudantes de Direito. Constatou-se que as dificuldades sexuais são predominantemente definidas como disfunção erétil e ejaculação precoce. A análise psicanalítica indicou que o imaginário se organiza a partir de campos vinculados à necessidade de alcançar certo padrão em termos de desempenho (o amante competente), às dificuldades no relacionamento estável (felizes para sempre) e às indefinições sexuais (será que ele é?). Conhecer o imaginário coletivo, bem como os campos psicológico-vivenciais sobre os quais se organiza, pode facilitar transformações no modo como diferentes grupos sociais concebem a vida sexual, libertando o ser humano de adesões a concepções restritivas sobre sexualidade que tendem a empobrecer o viver.

Texto completo:

ver em pdf