Maria Auxiliadora Motta Barreto e Tânia Maria José Aiello Vaisberg

 

RESUMO

Este trabalho é o relato de uma investigação psicanalítica do imaginário
coletivo de jovens interioranos acerca da fase de vida em que se
encontram e da saída da casa paterna. A pesquisa foi organizada como
uma consulta terapêutica coletiva, realizada com seis jovens, com idades
variando entre 15 e 21 anos, durante a qual foi usado o procedimento
de desenhos-estórias com tema. A abordagem psicanalítica do material
clínico permitiu a captação dos seguintes campos psicológico-vivenciais
não conscientes: “fusões e confusões”, “um mundo paralelo”, “visão
negativa do futuro” e “as escolhas”. O estudo indica a necessidade de
medidas psicoprofiláticas e interventivas que possam contribuir para a
entrada do jovem em um processo de reapropriação de seu destino e
conquista de autonomia.

Texto completo:

ver em pdf