O texto “Oficina Psicoterapêutica de Cartas, Fotografias e Lembranças: uma experiência dramática”, da autoria de Maria Christina Lousada Machado, Tânia Aiello-Vaisberg, Claudia Aranha Gil e Leila Cury Tardivo, compõe o volume “Apresentação e Materialidade” dos Cadernos Ser e Fazer.

Considera a realização de uma Oficina de Cartas, Fotografias e Lembranças uma experiência clínica inovadora, que propicia uma reflexão fecunda sobre sua potencialidade terapêutica a partir de uma interlocução dialética com o pensamento de D. W. Winnicott. Este estudo levou as autoras à conceituação do “objeto dramático” que, devidamente contextualizado na trajetória vital do indivíduo e do grupo, permite um entrelaçamento de gesto e narrativa de modo a se obter uma presentificação de self no encontro terapêutico com elevado potencial transformador.  

 

Texto completo:

Aiello-Vaisberg, Machado, Gil e Tardivo 2003 Oficina Cartas Fotos e Lembranças