Caderno Laranja

Texto de Maria de Lima Salum e Morais e Emma Otta, extraído do Caderno Ser e Fazer  - O Brincar.

O presente trabalho compara as brincadeiras infantis de crianças de dois grupos culturais – um de zona praiana (Ubatuba, litoral norte do Estado de São Paulo) e outro de zona metropolitana (São Paulo, Capital) – em termos do tamanho e composição do grupo de brincadeira. Constatou-se que as brincadeiras em grupos mistos foram mais freqüentes em São Paulo e que meninos de São Paulo e meninas de Ubatuba tenderam a brincar mais em grupos mistos do que seus pares do sexo oposto. Constatou-se ainda que o tipo de brincadeira em que houve maior participação conjunta de ambos os gêneros foi a de faz-de-conta. Os dados são discutidos em termos de estereotipia dos papéis de gênero e da segregação / integração sexual entre crianças.

 

Texto completo:

ver em pdf