Dissertação, Miriam Tachibana, 2006

 

RESUMO

O presente estudo objetivou investigar psicanaliticamente o potencial mutativo de um enquadre diferenciado, denominado encontros terapêuticos, destinado ao atendimento da mulher que sofreu aborto espontâneo recente. Tal prática consistiu na realização de encontros individuais, em séries constituídas por três a quatro sessões, poucos dias após a ocorrência da perda, durante as quais a comunicação verbal podia ser complementada pela utilização do Procedimento de Desenhos Estórias de Trinca, paradigmaticamente inspirada no Jogo do Rabisco, configurando uma interação marcada pela mutualidade. Após a realização de cada encontro terapêutico, foram redigidas narrativas psicanalíticas, que foram compartilhadas no espaço de interlocução do grupo de pesquisa, visando apreender o acontecer clínico, pela via da identificação dos campos psicológico-vivenciais, no contexto dos quais se tornam visíveis eventuais movimentos de superação de dissociações. Pôde-se observar, a partir dos sentimentos contratransferenciais, que as duas pacientes puderam, a partir do encontro inter-humano que lhes foi proporcionado, integrar aspectos relacionados aos modos de serem filhas e mulheres, associados às suas dificuldades em caminhar rumo à maternidade. Foi possível, dessa maneira, vislumbrar a eficácia clínica deste enquadre diferenciado, o que indica sua implementação em instituições ambulatoriais e hospitalares da área da gineologia e obstetrícia.

Texto completo:

ver em pdf