Caderno Verde

Texto de Clarissa Medeiros, extraído do Caderno Ser e Fazer  - Apresentação e Materialidade (Caderno Verde).

A dissertação de mestrado de Christiane Camps apresenta um trabalho clínico e psicoprofilático realizado com adolescentes numa escola da cidade de São Paulo. A autora esteve com um grupo de adolescentes de doze a dezessete anos favorecendo e realizando brincadeiras inspiradas no teatro espontâneo, a partir de uma concepção winnicottiana do brincar.

A importância desta dissertação começa na proposta acessível de um modelo de intervenção clínica com adolescentes que, claramente, pode ir além desta população e ser utilizado de outras maneiras, seja com outros grupos, em atendimentos familiares e até mesmo individuais.  (…)

Texto completo:

ver em pdf