Caderno Laranja

Texto de Christiane Isabelle Couve de Murville Camps, Clarissa Medeiros e Tânia Maria José Aiello-Vaisberg, extraído do Caderno Ser e Fazer  - O Brincar.

Considerando o trabalho um fazer humano de fundamental importância, muitas vezes dissociado de uma vivência integrada e satisfatória, relacionamos a concepção de viver criativo de D.W.Winnicott ao trabalho. Acreditamos que o oferecimento, no ambiente de trabalho, de espaços e relações humanas que propiciem o gesto espontâneo, a expressão genuína baseada no ser, contribui para um viver criativo no trabalho. Encontramos no desenvolvimento do brincar a base para que um trabalho criativo possa acontecer e ilustramos esta nossa proposta com a narrativa de uma Consulta Terapêutica Coletiva com professores, focada no tema do trabalho. A vivência dessa experiência de potencial mutativo foi capaz de trazer alívio para angústias, criando possibilidades para novas escolhas e sentidos, contribuindo para o viver criativo no trabalho.

 

Texto completo:

ver em pdf