Como Citar – How to cite this paper  -

Ferreira-Teixeira, M. C. , Visintin, C. D. N., & Aiello-Vaisberg, T. M. J. (2019). Imaginários de profissionais de saúde sobre mães de bebês disponíveis para serem adotados. Psicologia em Revista, v. 25, n. 3, p.1194-1212.

DOI: https://doi.org/10.5752/P.1678-9563.2019v25n3p1194-1212

Resumo

Esta pesquisa objetiva investigar o imaginário coletivo de profissionais de saúde sobre mães biológicas de bebês disponíveis para serem adotados, justificando-se na medida em que pode produzir conhecimento clinicamente relevante na área da Psicologia. Articula-se metodologicamente por meio do uso do procedimento de desenhos-estórias com tema em dez entrevistas individuais, registradas sob a forma de narrativas transferenciais. A consideração psicanalítica do material permitiu a produção interpretativa de dois campos de sentido afetivo-emocional: “mãe vítima” e “mãe desnaturada”. O quadro indica a coexistência de imaginário conservador, baseado na condenação da mulher, com imaginário mais compreensivo e solidário, de reconhecimento das adversidades enfrentadas por pessoas que vivem em situações de precariedade social que dificultam o cuidado dos filhos. Quando comparados com outras pesquisas, os resultados encontrados podem ser pensados como indícios de que uma mudança no imaginário dos profissionais se encontra em curso.

PDF (2019) Imaginário de profissionais de saúde sobre mãe de bebês disponíveis para serem adotados